O Aikido

Classificado como um Budô (arte marcial moderna), o Aikido foi fundado oficialmente em 1942, por Morihei Ueshiba (1883-1969). Após treinar várias artes marciais tradicionais, a exemplo de Daito ryu Aikijutsu e Shinyo Ryu, Ueshiba buscou transformar seus conhecimentos marciais em um método para trabalhar corpo, mente e espírito. O conceito surge após a Segunda Guerra Mundial, quando surge a reformulação das artes marciais no Japão. O Aikido está entre as artes modernas, se adequando ao novo contexto de treinos voltados para o desenvolvimento interior dos praticantes e não mais os preparando para a guerra.

A arte marcial apresenta como principal característica os movimentos circulares, a autodefesa e a ausência de competições. O praticante utiliza o mínimo de esforço físico, pois nas técnicas de controle utiliza-se a força do oponente contra ele. Desta forma, o Aikido promove autocontrole, equilíbrio e preparo físico, não só no tatame.

Aikido tem algumas conotações, a primeira é a marcialidade, referente a luta e a defesa pessoal. Muitos alunos procuram essa defesa no conhecimento da arte marcial, mas que também oferece um forte traço filosófico. Assim, a prática do Aikido se construí de forma gradativa e constante promovendo o autoconhecimento do praticante.

Kisshomaru Ueshiba (1921 – 1999), terceiro filho de Morihei Ueshiba, em seu livro “O Espírito do Aikido”, afirma: “Quando dizemos que o Aikido é um Budô moderno, não estamos simplesmente dizendo que uma arte marcial tradicional assumiu características contemporâneas encontradas em outras formas ”modernizadas” de Budô, como Judô, o Karatê e o Kendô. Mesmo herdando os aspectos espirituais das artes marciais e ressaltando o treino da mente e do corpo, […] o Aikido se nega a tornar-se um esporte competitivo e rejeita todas as formas de competição ou de confrontos que incluam divisões por pesos, classificações baseadas no número de vitórias e a premiação de campeões.” (UESHIBA, 1984, p. 22-23).

Quem pode treinar? Por não utilizar a força física, homens, mulheres, crianças e idosos têm as mesmas condições na prática. O treino é tranquilo e sempre tem a preocupação de preservar a integridade física do praticante. A sua evolução é individual e inerente à sua disciplina. No treinamento é respeitado o perfil, as habilidades e os interesses de cada um em relação à arte.

Os caracteres que formam a palavra Aikido, é composto por três kanjis:

Ai:harmonia 合

Ki:energia 気

Dô : caminho 道